Espanha 10 x 0 Taiti – A seleção derrotada foi aplaudida no Maracanã

Partida foi marcada pelo respeito mútuo entre as duas equipes e pela superioridade dos campeões do mundo

Por: Gabriela Abrunheiro

Aproveitando a fragilidade do adversário, o técnico Vicente Del Bosque escalou o time reserva da seleção campeã do mundo diante do Taiti, em partida válida pela segunda rodada da Copa das Confederações, disputada no Maracanã diante de 71.806 pessoas. Da equipe que enfrentou o Uruguai na estreia, Sérgio Ramos foi o único titular. Do outro lado, sabendo da inferioridade do seu time, o técnico EddyEtaeta garantiu que a meta dos taitianos era apenas uma:  marcar um gol. O objetivo, contudo, não foi cumprido.

Logo no inicio, a Espanha já deu mostras da sua superioridade. Depois de uma boa jogada pelo lado esquerdo, Fernando Torres invadiu a área e chutou entre a trave e o goleiro, abrindo o placar aos quatro minutos. Era o primeiro gol do atacante, que marcou mais três, perdeu um pênalti e foi eleito pela Fifa o melhor jogador da partida.

Espanha

Espanha está praticamente garantida na semifinal (Tânia Rêgo/ABr)

A torcida brasileira presente ao Maracanã tentava apoiar o Taiti, gritando e aplaudindo quando os jogadores conseguiam acertar os passes.Em alguns lances, os espectadores pediam faltas e pênaltis. No entanto, a Espanha seguia fazendo seu jogo, trocando passes e construindo as jogadas de gol.  Aos 31 e 32 minutos, David Silva e Fernando Torres, respectivamente, ampliaram o placar. Ainda antes do intervalo, no contra-ataque espanhol, David Villa recebeu livre na área e deu um toquinho na saída do goleiro, marcando mais um. Passados os primeiros 45 minutos, o placar já apontava: Espanha 4, Taiti 0.

Na segunda etapa, nada mudou. O time espanhol ficava com a bola e jogava organizado. Já o Taiti corria de um lado para o outro, sem conseguir evitar a chegada da Espanha à sua área. Foram mais seis gols: Villa, aos 6 e 18 minutos. Fernando Torres, aos 11 e 32.Juan Matta, aos 20 e David Silva, aos 43. No total, das 19 finalizações, os espanhóis acertaram 10. Os taitianos, por sua vez, chutaram uma única vez contra o gol de Reina.

E onde poderia reinar a soberba e a indiferença, sobressaiu-se o respeito e a raça. A Espanha, que agora lidera o grupo B, não quis humilhar, não fez firula e não deixou de fazer seus gols. Alguns jogadores, após marcarem, até cumprimentavam o goleiro Roche. Sem desistir do jogo, o Taiti lutou até o final dos 90 minutos e em momento nenhum partiu para a agressão. Cometendo, até, menos falta que o time espanhol. Foram 13 contra 9.

Mesmo derrotados, os jogadores taitianos fizeram história no futebol do seu país. Jogar no Maracanã, contra uma seleção campeã mundial e ser acolhido pela torcida, com certeza é um marco importante. O jogo, portanto, foi uma aula de gentileza.

O resultado praticamente garantiu a Espanha na semifinal. Os campeões mundiais enfrentam a Nigéria no próximo domingo, às 16h, no Castelão. O Taiti, eliminado, mede forças com o Uruguai, na Arena Pernambuco, no mesmo dia e horário.

Advertisements
This entry was posted in Copa das Confederações 2013 and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s