Brasil 2 x 0 México – Neymar brilha e encaminha classificação

Camisa 10 é o destaque da “revanche” sobre a seleção mexicana, que levou o ouro olímpico em 2012, com um gol e uma bela assistência para Jô

Por: Esther Morel

Parece que o acerto com o Barcelona, sonho de infância, fez bem a Neymar. Depois da ótima participação na partida inaugural da Copa das Confederações contra o Japão – na qual saiu do jejum de nove jogos marcando um golaço – o jogador mostrou que é sim o protagonista da seleção brasileira. Diante do México fez mais um lindo gol e ainda foi responsável por 90% da jogada que resultou no segundo, este de Jô.

Assim como em todas as sedes da competição, em Fortaleza também houve confronto entre manifestantes e a Tropa de Choque da Polícia Militar, ao redor da Arena Castelão. O camisa 10, que se posicionou a favor dos protestos que pedem melhorias no país, aproveitou o incentivo para abrir o placar diante da seleção mexicana em apenas nove minutos, seis a mais que no primeiro jogo.

Após cruzamento de Daniel Alves, tirado pela zaga adversária, Neymar, sem marcação, finalizou de primeira com o pé esquerdo, no cantinho do goleiro Corona.

Neymar marca mais um golaço e Brasil vence o México por 2 a 0 (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Neymar marca mais um golaço e Brasil vence o México por 2 a 0 (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Um bom dia para o atleta do Barcelona, mas um péssimo dia para Oscar, que pouco apareceu no jogo e deixou a criação para Hulk, que teve bom desempenho, com várias jogadas saindo de seus pés, e saiu aplaudido pela torcida. No fim do primeiro tempo, David Luiz ainda bateu o nariz na cabeça de Tiago Silva, em disputa aérea, e ficou os últimos minutos tentando estancar o sangue.

Ao voltar do intervalo, Felipão viu sua equipe passar por alguns momentos de sufoco, especialmente com Barrera, que deu trabalho para Marcelo, e o jogo chegou até a ficar monótono. Os mexicanos, porém, não conseguiram aproveitar o lapso criativo dos brasileiros e não chegaram ao gol.

Fred, que costuma ser o goleador do Brasil, quase não apareceu e fez falta na organização tática. Eu chamo de “maldição da chuteira colorida”. Isso porque até o início da Copa das Confederações o centroavante era o único da seleção que usava chuteiras pretas, como nos velhos tempos – e que são bem mais bonitas do que as rosas e amarelas. No entanto, justo na estreia, por conta de um contrato com a Adidas, ele trocou por um par alaranjado. E desde então não tocou mais na bola.

Além disso, o camisa 9 tem visto seu substituto, Jô, com bom desempenho ao vestir a amarelinha. Depois do golaço diante do Japão, o atacante do Atlético-MG deixou mais um contra o México. Nos acréscimos, Neymar, em jogada excelente, driblou seus marcadores, entrando na área no meio dos dois, e cruzou para Jô, que finalizou com categoria.

Jô divide a artilharia da seleção brasileira com Neymar (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Jô divide a artilharia da seleção brasileira com Neymar (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Com mais uma vitória, o Brasil chegou a seis pontos e depende apenas da vitória da Itália sobre a seleção japonesa para garantir a classificação antecipada para as semifinais.

Para o torcedor e os jogadores brasileiros, a vitória desta quarta-feira teve um gostinho especial, já que serviu como “revanche” na seleção que tirou o, ainda inédito, ouro olímpico no ano passado.

Advertisements
This entry was posted in Copa das Confederações 2013, Seleção Brasileira and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s